Cinema, gênero e militância social: uma entrevista com a documentarista Helena Solberg

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22475/rebeca.v11n1.819

Palavras-chave:

Helena Solberg, Entrevista, Documentário, Feminismo

Resumo

A cineasta Helena Solberg é uma das principais realizadoras na história do cinema brasileiro. Em 2021, o documentário em curta-metragem A Entrevista completou 55 anos desde a data do seu lançamento, em 1966. A produção foi realizada durante a ditadura militar brasileira e debate-se por meio de entrevistas o papel da mulher na sociedade da época. Mesmo com significativa importância para o cinema do país e uma filmografia com 18 filmes, o cinema Solbergeniano ainda é pouco aprofundo, mostrando-se como “tijolos soltos, não cimentados, na construção da historiografia do cinema brasileiro” (HOLANDA, 2017a, p. 2). Nesta entrevista, a documentarista destaca a importância de mais de meio século dedicado ao cinema, além de falar sobre projetos e referências culturais. 

Biografia do Autor

Urbano Lemos Jr, Universidade Anhembi Morumbi

Doutor em Comunicação, mestre em Educação, pós-graduado em Teorias da Comunicação, licenciado em História e graduado em Jornalismo.

Vicente Gosciola, Professor Titular do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi.

Pós-doutor pela Universidade do Algarve-CIAC, Portugal. Doutor em Comunicação pela PUC-SP. Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Downloads

Publicado

2022-07-29

Edição

Seção

Entrevistas