Processos metafóricos de emolduração no cinema e nas mídias digitais

Autores

  • Mariana Tavernari

DOI:

https://doi.org/10.22475/rebeca.v1n1.18

Palavras-chave:

Comunicação, Audiovisual, Imagem, Moldura, Mídias Digitais

Resumo

O artigo analisa os conceitos de moldura e janela para evidenciar os processos metafóricos de emolduração no cinema e nas mídias digitais e os mecanismos que regulam a produção e o consumo imagético na contemporaneidade. Das particularidades perspectivistas dos aparatos tecnológicos que compõem o cinema e as mídias digitais às diferentes percepções da moldura em ambos, são abordadas as relações entre a moldura e a narrativa como uma função cultural, conectada às características do dispositivo, mas também fruto das novas formas de agenciamento e identificação, verificando-se as facetas empregadas no desejo de atingir e representar o real.

Downloads

Publicado

2016-07-25

Edição

Seção

Temáticas livres