Inocência: o livro de Taunay e o filme de Walter Lima Júnior

Autores

  • Cesar A Zamberlan USP - Universidade São Judas Tadeu

DOI:

https://doi.org/10.22475/rebeca.v1n1.268

Palavras-chave:

Taunay, literatura, adaptação

Resumo

A proposta deste artigo é trabalhar a adaptação do livro Inocência (1872), de Visconde de Taunay, para o cinema, por meio da análise do filme homônimo, Inocência (1982), de Walter Lima Júnior. O artigo busca no filme elementos que denotem uma (re)leitura do texto fonte a partir da criação de uma nova significação, seja pela busca de um equivalente fílmico que contemple o significado literário, seja pelo acréscimo, redução ou pelos deslocamentos de personagens ou situações da trama original.

Biografia do Autor

Cesar A Zamberlan, USP - Universidade São Judas Tadeu

Doutorando em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa pela FFLCH USP. Professor da Faculdade de Letras, Artes, Comunicação e Ciências da Educação da Universidade São Judas Tadeu (SP), pesquisador do GEIFEC (Grupo de Estudos sobre Itinerários de Formação em Educação e Cultura) da FE USP, editor da Revista Interlúdio, www.revistainterludio.com.br e membro da Associação Brasileira dos Críticos de Cinema.

Downloads

Publicado

2016-07-25

Edição

Seção

Temáticas livres