MATAR OU MORRER E MATAR OU CORRER: UMA ANÁLISE DE ADAPTAÇÕES, CENÁRIOS E FIGURINOS NO CINEMA DE 1950

Roberto Carlos Cavalcanti da Conceição

Resumo


Este artigo faz a comparação entre o clássico Western Matar ou Morrer e a paródia chanchadesca Matar ou Correr, buscando em um primeiro momento apresentar as nuances e técnicas empregadas nos dois filmes, aprofundando a reflexão sobre os cenários e figurinos utilizados, e em um segundo momento cumprir uma análise crítica sobre adaptação e paródias a luz de Hutcheon e Propp, da cultura brasileira segundo Renato Ortiz e do conceito frankfurtiano de indústria cultural.

 


Palavras-chave


Cinema; paródia; chanchada;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22475/rebeca.v7n2.505

Direitos autorais 2019 Roberto Carlos Cavalcanti da Conceição

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REBECA - Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

voltar para a revista


A rebeca é uma publicação da SOCINE - Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

conheça o site da SOCINE


Licença Creative Commons

 Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia