Reflexões educacionais a partir do cinema

Paula Linhares Angerami

Resumo


O presente artigo faz uma análise sociológica do filme brasileiro Pro dia nascer feliz, do diretor João Jardim. O documentário faz um recorte da realidade educacional pública brasileira. Para tanto, o filme nos apresenta algumas escolas públicas de Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro através de imagens, entrevistas com alunos, professores e diretores. Para mostrar o contraste existente entre a realidade educacional pública e a privada, o filme nos apresenta cenas de uma escola particular de São Paulo. Assim, o documentário vai construindo o argumento de que as escolas públicas são precárias e não oferecem condições de ascensão social aos seus estudantes e também que o cotidiano e os problemas enfrentados pelos alunos das escolas públicas e particulares são discrepantes. Iremos discutir os argumentos construídos pelo diretor e o quanto esse documentário não retrata a realidade educacional brasileira como um todo, mas apresenta um recorte desta realidade em seus matizes, nuances e contradições.

Palavras-chave


cinema, sociologia, escola

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22475/rebeca.v1n2.24

Direitos autorais 2016 Rebeca - Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual



REBECA - Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

voltar para a revista


A rebeca é uma publicação da SOCINE - Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

conheça o site da SOCINE


Licença Creative Commons

 Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia