A mexicanidade encontra o americanismo: A circulação de imaginários nacionais e os regimes de gênero entre o Western e a Comedia Ranchera

Peter W Schulze

Resumo


Este ensaio discute os fluxos cinematográficos transregionais entre Hollywood e a indústria cinematográfica mexicana, usando o exemplo de dois grandes gêneros: o western estadunidense e sua contrapartida mexicana, a comedia ranchera. Como um estudo científico de “glocalização” (ver RO- BERTSON), este ensaio traça algumas das complexas interconexões entre esses dois gêneros e o “capital midiático” (CURTIN) investido, que será espe- cificado de acordo com “lógicas de acumulação”, “forças socioculturais vari- áveis” e “trajetórias de migração criativa” particulares, incluindo não somente as equipes de filmagem, como diz Curtin, mas, particularmente, padrões de gênero. Portanto, aqui se examina a circulação de estrelas e outras pessoas da equipe de filmagem, sinergias crossmedia entre as indústrias de cinema e de música, bem como intervenções políticas de governos e inter-relações econômicas entre as respectivas indústrias culturais (trans)nacionais. Dá-se uma atenção específica às negociações de identidades de gênero e culturais vis-à-vis os processos misturados de globalização e localização.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.22475/rebeca.v4n1.343

Direitos autorais 2016 Rebeca - Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual



REBECA - Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

voltar para a revista


A rebeca é uma publicação da SOCINE - Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

conheça o site da SOCINE


Licença Creative Commons

 Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia