VIABILIDADE ECONÔMICO-FINANCEIRA DE FILMES BRASILEIROS

Phillip Cattley, Liana Ribeiro dos Santos, Paulo Vitor Jordão da Gama Silva

Resumo


Filmes foram sempre considerados, não somente um meio de entretenimento popular, mas também, em alguns casos, ótimos meios de investimento. Não obstante o retorno invejável de algumas produções, alguns investidores desconsideram filmes - quase que automaticamente - quando estão à procura de um bom e rentável investimento. Seriam filmes brasileiros investimentos arriscados, inacessíveis ou, por quaisquer razões, desinteressantes? Teriam os investidores as informações necessárias para alocar seus recursos em filmes brasileiros com confiança? Vale a pena investir na indústria cinematográfica nacional? Este estudo teve por objetivo responder a estas perguntas, bem como desmistificar filmes no Brasil como forma de investimento ao analisar uma amostra de três filmes com o orçamento limitado a U$2.190.000 (considerando a média orçamentaria de filmes nacionais de R$7.000.000). Foi possível observar que investir em filmes nacionais pode ser, não somente viável, mas também rentável.


Palavras-chave


Filmes Brasileiros, Investimento, Rentabilidade, ANCINE, Incentivos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22475/rebeca.v7n2.504

Direitos autorais 2019 Phillip Cattley, Liana Ribeiro dos Santos, Paulo Vitor Jordão da Gama Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REBECA - Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

voltar para a revista


A rebeca é uma publicação da SOCINE - Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

conheça o site da SOCINE


Licença Creative Commons

 Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia