A ressonância do modelo analítico de Philip Tagg para os Estudos da Música no Cinema

suzana reck miranda

Resumo


Este artigo destaca o modelo analítico do musicólogo britânico Philip Tagg no intuito de averiguar não apenas a contribuição pretendida pelo autor, mas também a ressonância de suas proposições nos Estudos da Música no Cinema. Nosso objetivo é aprofundar a discussão sobre os desafios que o caráter híbrido e interdisciplinar desta área de estudos implica.

Palavras-chave


Teoria da Música no Cinema, Musicologia, Philip Tagg, Estudos de Cinema.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22475/rebeca.v3n2.130

Direitos autorais 2016 Rebeca - Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual



REBECA - Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

voltar para a revista


A rebeca é uma publicação da SOCINE - Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual

conheça o site da SOCINE


Licença Creative Commons

 Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia