COVID-19 e os impactos na produção de festivais de cinema brasileiros: estratégias cotidianas para migração online

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22475/rebeca.v10n2.774

Palavras-chave:

Exibição de filmes, Cultura Digital, Pandemia, Cinema

Resumo

: Introdução: No Brasil, as atividades culturais migraram para o sistema online em função da pandemia de coronavírus, a partir de 2020. Objetivo: identificar as estratégias de virtualização das exibições cinematográficas no contexto dos festivais produzidos por brasileirxs. Método: pesquisa exploratória com aplicação de questionário e a consulta de dados estatísticos e georreferenciados disponíveis na Internet sobre o contexto da indústria cinematográfica referente ao Brasil. Resultados: foi identificado a preocupação com a experiência do consumo; com a adequação da linguagem e dos processos de trabalho à nova realidade. Adaptação dos contratos de direitos autorais. Possibilidade de manter atividades no modo híbrido no cenário pós-pandemia para ampliar a presença social e digital da cultura. Conclusão: a virtualização dos festivais desvelou a capacidade criativa da classe artística no contexto de crise para mobilização e engajamento social e digital com o público de cinema e tornou o circuito de festivais de cinema mais acessíveis em todo o território brasileiro.

Biografia do Autor

Eveline Stella de Araujo, Programa de Pós-Graduação em Comunicação - UFPR

Doutora em Saúde Pública (USP) e Doutoranda em Comunicação, pelo PPGCOM-UFPR. Pesquisadora no Grupo de Antropologia Visual (Gravi-USP), Centro de Estudos de Religiosidade e Cultura Negra (CERNe-USP) e Núcleo de Estudos em Ficção Seriada (Nefics-UFPR). Diretora do Cine Tornado Festival. Email: evelinetornado@gmail.com

Sabrina Demozzi, Mestre em História, PRPPG-UFPR

Jornalista e Mestre em História, pelo PRPPG-UFPR

Downloads

Publicado

2021-11-27

Edição

Seção

Dossiê